Tag: Linux

eSpeak: O Linux também fala!

Pra quem costuma elogiar o Linux dizendo: “Só falta falar”.
Agora vai ter que mudar um pouco o discurso.

O Linux também fala!

Um dos nomes dessa tecnologia é text-to-speech (texto pra fala). Já faz algum tempo que essa tecnologia vem evoluindo. Ótimo recurso para quem desenvolve aos portadores de necessidades especiais, como os deficientes visuais, por exemplo.

Mas ainda ainda tem muito o que evoluir. Não está pronta para ser usada na narração de um vídeo institucional por exemplo, para evitar gastos com um estúdio de gravação profissional (que não é nada barato).

Pra explorar text-to-speech em Linux, basta instalar o espeak e se divertir:

[root@vostrolab ~]# yum install espeak

O que eu tenho instalado aqui por exemplo, é esse:

[root@vostrolab ~]# rpm -qa|grep espeak
espeak-1.46.02-1.fc16.i686

Agora é só mandar falar:

[hudson@vostrolab ~]$ espeak -v pt “CiaLinux, compartilhando o que é livre.”

Perceba que usei o parâmetro opcional -v pt, para determinar a voz que me interessa.

Para verificar as vozes disponíveis:

[hudson@vostrolab ~]$ espeak –voices

A título de curiosidade, essas vozes ficam indexadas em /usr/share/espeak-data/voices/ e demais dicionários junto em /usr/share/espeak-data/.

O que segue é informação adicional:
eSpeak  was  written  by  Jonathan  Duddington  <jonsd@jsd.clara.co.uk>.  The  webpage  for  this  package  can  be  found  at http://espeak.sourceforge.net/.

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: man espeak
http://elcio.com.br/o-linux-tambem-fala/

Arquivos deletados e espaço em disco não liberado

Olá pessoal, vamos para mais uma dica sobre File Systems…

Alguém já presenciou uma situação em que um grande arquivo ou milhares de pequenos arquivos foram eliminados com rm -rf e o espaço em disco não foi liberado ? pois bem, eu já presenciei várias vezes em FileServers Samba e hosts com bancos de dados Oracle.

Trata-se de uma situação comum que dependendo da situação pode ser uma dor de cabeça e tanto. Quando temos um arquivo sendo usado por um processo de aplicativo, e que durante este “lock” o removemos o filesystem marca este arquivo como deletado e não libera os blocos usados pelo(s) arquivo(s)…

Read More