POST de TESTE – Gutenberg block editor

Um pouco melhor a cada dia =)

Depois de bem estável, resolvi testar e atualizar para a versão 5.1.1 do WordPress aqui no blog. Isso implica a aderência, por padrão, do novo editor Gutenberg (em detrimento ao bom e velho TinyMCE) que usa blocos na construção do conteúdo.

Enquanto muitos ficam com medo da nova tecnologia, saiba que é mais rápido e fácil do que o TinyMCE.. bem menos botões. Tudo ficou mais simples e fácil. Me sinto na frente de uma máquina de escrever olivetti, onde só o que se vê são as teclas do teclado e o texto sendo digitado, saindo logo acima.

Para quem referir continuar com o editor clássico, o WordPress ainda dará suporte para o plugin do Editor Clássico até 2021.

O plugin Editor Clássico restaura o editor anterior do WordPress e a tela de edição de posts, do jeitão antigo. Para instalá-lo, visite sua página de plugins e clique no botão “Instalar agora” ao lado do “Editor Clássico”. Depois que a instalação do plugin terminar, clique em “Ativar” e pronto!

O WordPress também ressalta observação para usuários de tecnologia assistiva: se tiver problemas de usabilidade com o editor de blocos, recomendamos que continue usando o editor clássico.

Plugin este que hoje, 1º de Abril de 2019 conta com mais de 4 milhões instalações ativas e teve sua última atualização de código ha 1 mês.

Mas por enquanto, estou experimentando o Gutenberg e decidido a continuar com ele. Ao menos até que algo me mostre o contrário. Sendo que durante o período de experimento, tenho adicionado exemplos de código como este:

<?php

/* This 3 lines should be commented when finishing development */
ini_set('display_errors', 1);
ini_set('display_startup_errors', 1);
error_reporting(E_ALL);

Ou ainda texto pré formadato como este:

While I agree with this statement, it’s worth noting that in most cases, it is possible to send a mail merge or a group email to multiple recipients from a regular Gmail account, especially if the Gmail account being used has a long history with Google and is established as a legitimate account belonging to a real person.

Ou ainda block-quote (citações – tipo de bloco é o “Citar”) como esta que uso bastante aqui no blog e os fiéis leitores sabem:

Definitivamente não enviei mais de 500 mensagens, e mesmo assim o Gmail está rejeitando as mensagens.

Existe ainda outro tipo de citação maior, mais destacada, que é o bloco “Citação”:

O que me refiro quando digo mensagens (de 1 destinatário) não é que estou tendo este problema apenas com um destinatário. Mas sim que todas as mensagens que estou tendo esse problema, não são mensagens com vários destinatários, mas sim mensagens simples, enviadas para apenas um destinatário
.

E ainda vídeos embed como este do YouTube, usando o bloco de código incorporado:

Então fica a dica. Tudo foi relativamente fácil de fazer. Únicos dois sustos que tive foram:

  1. Na hora de usar o botão “Visualizar” o que estou escrevendo como se já estivesse publicado. Não apareceu nada além do título. Então percebí que é porque lá em cima na barra de edição, ao lado do botão Visualizar, o status mostrava o link “Salvar como rascunho” ao invés de “Salvo.”. Um pouco lento esse intervalo de auto-save do Gutenbert, mas tudo bem.
  2. Ainda não consegui inserir um ícone no meio do texto, como por exemplo um smile, ou um check (v) em html. Mas deve ter alguma maneira de fazer. Anteriormente a gente variava entre as abas “Visualização” e “Texto” e fazia horrores.

Mas agora tudo parece apenas um pouco diferente. Sugiro que, se ainda não o fez, tire um tempo para exercitar. Nunca é tarde. Para quem for mais tradicionalista fique com o editor clássico, a opção do plugin está aí (e tem bastante aderência). Para quem for mais moderno, insista no Gutenberg e aprenda como fazer as coisas nele. Algo de bom Matt Mullenweg deve ter visto nele para colocá-lo assim como padrão no WordPress.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *