Identificando e eliminando processos Zumbis em Linux

Post curto e muito útil…


Geralmente nos deparamos, ao utilizar o aplicativo de monitoramento de CPU top que nosso sistema Operacional Possui Processos Zumbis (defunct). Abaixo segue uma maneira rápida e simples de identificar e possivelmente eliminar estes processos (nem sempre é possível).

Identificando o processo ZUMBI:


ps aux | awk ‘{print $8 ” pid: ” $2 ” Descricao: ” $11}’ | grep Z

Este terá como saída a identificação Z+ de processo Zumbi, pid: Nº do PID e Descrição: Comando do processo.

Para simplificar podemos utilizar:

ps aux | awk ‘{print $8 ” ” $2 ” ” $11}’ | grep Z

Depois basta matar o PID com kill -1, -4 ou -9, identificando sempre se este não é o processo BASH de algum usuário crítico do sistema.

Outros Status de processos

Além do status Z (Zombie), podemos utilizar no comando ps os seguintes status:

+man ps

D    Uninterruptible sleep (usually IO) Não interrompível
R    Running or runnable (on run queue) Rodando
S    Interruptible sleep (waiting for an event to complete) Interrompível
T    Stopped, either by a job control signal or because it is being traced. Parado
W    paging (not valid since the 2.6.xx kernel) Em paginação (memória)
X    dead (should never be seen) Morto
Z    Defunct (“zombie”) process, terminated but not reaped by its parent. Zumbi


Por: Franklin Moretti

Referências:

http://www.cyberciti.biz/tips/killing-zombie-process.html

man ps

4 thoughts on “Identificando e eliminando processos Zumbis em Linux

  1. Vale lembrar que, por se tratar de um processo zumbi, muitas vezes, dependendo da ocasião, você não conseguirá mata-lo, pois ele já esta morto. Em casos de pane de hardware ou crash em máquinas virtuais.

    1. Olá Flávio,

      Inicialmente muito obrigado pela leitura.

      Sobre a sintaxe:

      Creio que ela funciona sim. O que pode ter acontecido em seu caso foi na hora de copiar o browser ter colocado algum ‘lixo’ na string.

      Veja que ali temos aspas simpels e duplas em seus lugares específicos. Tente novamente mas ao invés de copiar o comando, construa-o entendendo a sintaxe, posicionando as aspas simples e duplas corretamente.

      Talvez seja isso.

      Qualquer dúvida poste aqui amigo.. Estamos à disposição.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *