Categoria: Linux

eSpeak: O Linux também fala!

Pra quem costuma elogiar o Linux dizendo: “Só falta falar”.
Agora vai ter que mudar um pouco o discurso.

O Linux também fala!

Um dos nomes dessa tecnologia é text-to-speech (texto pra fala). Já faz algum tempo que essa tecnologia vem evoluindo. Ótimo recurso para quem desenvolve aos portadores de necessidades especiais, como os deficientes visuais, por exemplo.

Mas ainda ainda tem muito o que evoluir. Não está pronta para ser usada na narração de um vídeo institucional por exemplo, para evitar gastos com um estúdio de gravação profissional (que não é nada barato).

Pra explorar text-to-speech em Linux, basta instalar o espeak e se divertir:

[root@vostrolab ~]# yum install espeak

O que eu tenho instalado aqui por exemplo, é esse:

[root@vostrolab ~]# rpm -qa|grep espeak
espeak-1.46.02-1.fc16.i686

Agora é só mandar falar:

[hudson@vostrolab ~]$ espeak -v pt “CiaLinux, compartilhando o que é livre.”

Perceba que usei o parâmetro opcional -v pt, para determinar a voz que me interessa.

Para verificar as vozes disponíveis:

[hudson@vostrolab ~]$ espeak –voices

A título de curiosidade, essas vozes ficam indexadas em /usr/share/espeak-data/voices/ e demais dicionários junto em /usr/share/espeak-data/.

O que segue é informação adicional:
eSpeak  was  written  by  Jonathan  Duddington  <jonsd@jsd.clara.co.uk>.  The  webpage  for  this  package  can  be  found  at http://espeak.sourceforge.net/.

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: man espeak
http://elcio.com.br/o-linux-tambem-fala/

Clonando um banco de dados do MySQL

Então prezado leitor,

Depois de um tempo sem postar, tenho mais uma à apresentar;
Presta atenção com calma, lê bem antes de executar!

Os tempo sem postar não quer dizer eu desistí;
Quer dizer prepara aí, que tem vários POST por vir!

Se liga nessa, não tenha pressa, que o tal do BASH é bom à beça.

Essa dica é pra comunidade ligada na administração de MySQL. Maneira simples de fazer uma clonagem de um banco pra outro:

Em suma, isso gera um dump:

$ mysqldump > dumpfile

E isso faz load no novo banco recém criado:

$ mysq < dumpfile

Por exemplo, agora com todos os parâmetros na íntegra, veja como os comandos ficariam em meu ambiente.
Vamos supor que tenho um banco chamado banco01 e desejo cloná-lo em cima do banco02:

$ mysqldump -u smallbee -p –host mysql.smallbee.com.br banco01 > dumpfile.sql

Para fazer load no banco novo (depois de criado é lógico):

$ mysql -u smallbee -p –host mysql.smallbee.com.br banco02 < dumpfile.sql

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: man mysql && man mysqldump

Recuperando a senha de root do MySQL

Quem nunca perdeu a senha de root do MySQL?
Poisé, aqui tem bem resumido como fazer pra recuperar.. Vamos aos comandos:

Primeiro passo é verificar se o seu MySQL está realmente parado:

[root@vostrolab ~]# /etc/init.d/mysqld status
mysqld is stopped

Segundo passo é criar um arquivo de inicialização pro banco de dados:

[root@vostrolab ~]# vim /var/lib/mysql/mysql-init

No exemplo acima utilizei o vim mas você pode utilizar o seu editor de texto predileto(nano, jed, joe, gedit, emacs e por aí vai…). Dentro do arquivo de configuração você pode colocar o seguinte conteúdo:

UPDATE mysql.user SET Password=PASSWORD(‘123456‘) WHERE User=’root’;
FLUSH PRIVILEGES;

Este comando acima será responsável por alterar a tabela mysql.user configurando sua nova senha para o usuário root. Note que grifei em vermelho acima onde você deve configurar sua nova senha.

Agora basta iniciar o MySQL em modo seguro e apontando para o seu arquivo de inicialização que acabamos de configurar. Para isso usamos o mysqld_safe conforme abaixo:

mysqld_safe –init-file=/var/lib/mysql/mysql-init &

Para testar, basta tentar conectar novamente no MySQL com a nova senha:

[root@vostrolab ~]# mysql -u root -p
Enter password:
Welcome to the MySQL monitor.  Commands end with ; or g.
Your MySQL connection id is 2
Server version: 5.1.56 Source distribution

Copyright (c) 2000, 2010, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved.
This software comes with ABSOLUTELY NO WARRANTY. This is free software,
and you are welcome to modify and redistribute it under the GPL v2 license

Type ‘help;’ or ‘h’ for help. Type ‘c’ to clear the current input statement.

mysql>

Feito… Agora basta parar o serviço mysqld_safe e iniciá-lo do modo convencional, que tudo estará funcionando normalmente com sua nova senha…

[root@vostrolab ~]# /etc/init.d/mysqld stop
110609 22:45:59 mysqld_safe mysqld from pid file /var/run/mysqld/mysqld.pid ended
Stopping mysqld:                                           [  OK  ]
[1]+  Done                    mysqld_safe –init-file=/var/lib/mysql/mysql-init

[root@vostrolab ~]# /etc/init.d/mysqld start
Starting mysqld:                                           [  OK  ]

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: http://dev.mysql.com/doc/refman/5.0/en/resetting-permissions.html

Convertendo um vídeo de formato FLV para MPG

Dica rápida pra quem precisa converter um vídeo de formato .FLV para .MPG.

Basta usar um software chamado ffmpeg.

Segue pacote/versão que testei:

[hudson@vostrolab ~]$ rpm -qa| grep ffmpeg
ffmpeg-0.6-3.fc13.x86_64

Comando utilizado:

$ ffmpeg -i arquivo.flv arquivo.mpg

Pronto, seu vídeo nomeado arquivo.mpg está lá.. convertido e pronto para uso.

Por: Hudson Murilo dos Santos

Referências: Dank, google, man ffmpeg, e testes práticos.

Firefox 4.0 ! Instalação no Fedora 64bits

Pessoal, finalmente saiu a versão final do Firefox 4… Depois de alguns RCs, eis a versão “estável”.

A versão para linux disponibilizada pela mozilla é 32bits, e até onde sei, ainda não há versão .rpm do navegador para plataformas x86_64, então segue dica para instalação da versão 32bits no Fedora 64 bits (testado no Fedora 14).

Read More

Arquivos deletados e espaço em disco não liberado

Olá pessoal, vamos para mais uma dica sobre File Systems…

Alguém já presenciou uma situação em que um grande arquivo ou milhares de pequenos arquivos foram eliminados com rm -rf e o espaço em disco não foi liberado ? pois bem, eu já presenciei várias vezes em FileServers Samba e hosts com bancos de dados Oracle.

Trata-se de uma situação comum que dependendo da situação pode ser uma dor de cabeça e tanto. Quando temos um arquivo sendo usado por um processo de aplicativo, e que durante este “lock” o removemos o filesystem marca este arquivo como deletado e não libera os blocos usados pelo(s) arquivo(s)…

Read More

getent: Buscando informações em bases administrativas do Linux

Olá pessoal,

Esta dica é bem útil para validações durante programação shellscript.
Trata-se do comando getent. Basicamente sua função é buscar informações em bases de informações administrativas do sistema Linux.
Base esta que pode ser: ahosts, ahostsv4, ahostsv6, aliases, ethers, group, hosts, netgroup, networks, passwd, protocols, rpc, services or shadow.

Read More

wget: Limite de banda de download

Olá pessoal,
A dica de hoje é muito útil e rápida na hora de fazer um download grande sem deixar o mesmo utilizar toda a banda passante de nosso link de Internet seja ele empresarial ou residencial.

Segue vídeo de como fazer este limite de banda de um download em 50 kbit/s (opção –limit-rate=50k) quando se está utilizando a ferramenta wget.

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: http://www.cyberciti.biz/tips/linux-wget-your-ultimate-command-line-downloader.html

Instalando o plugin flashplayer no Chrome

Pessoal,

Segue vídeo explicando como verificar a arquitetura 64-bits do sistema operacional e pacote google-chrome, bem como fazer e validar a configuração do plugin flash player no navegador Google Chrome 64-bits em Fedora também 64-bits.

Por: Hudson Murilo dos Santos
Referências: http://www.google.com/support/forum/p/Chrome/thread?tid=72e4fac1f77af264&hl=en